[Resenha] Lady Killers - Tori Telfer

em 25 de abr. de 2021

Título: Lady Killers
Autor: Tori Telfer
Editora: Darkside Books
Ano: 2019
Páginas: 384
CompreAmazon
Classificação: ✮✮✮
Sinopse:  Quando pensamos em assassinos em série, pensamos em homens. Mais precisamente, em homens matando mulheres inocentes, vítimas de um apetite atroz por sangue e uma vontade irrefreável de carnificina. As mulheres podem ser tão letais quanto os homens e deixar um rastro de corpos por onde passam — então o que acontece quando as pessoas são confrontadas com uma assassina em série? Quando as ideias de “sexo frágil” se quebram e fitamos os desconcertantes olhos de uma mulher com sangue seco sob as unhas?
Prepare-se para realizar mais uma investigação criminal ao lado da DarkSide® Books e sua divisão Crime Scene®. Esqueça tudo aquilo que você achava que sabia sobre assassinos letais — perto de Mary Ann Cotton e Elizabeth Báthory, para citar apenas algumas, Jack, o Estripador ainda era um aprendiz.
Inspirado na coluna homônima da escritora Tori Telfer no site Jezebel.com, Lady Killers: Assassinas em Série é um dossiê de histórias sobre assassinas em série e seus crimes ao longo dos últimos séculos, e o material perfeito para você mergulhar fundo em suas mentes. Com um texto informativo e espirituoso, a autora recapitula a vida de catorze mulheres com apetite para destruição, suas atrocidades e o legado de dor deixado por cada uma delas. As histórias são narradas através de um necessário viés feminista. Telfer dispensa explicações preguiçosas e sexistas e disseca a complexidade da violência feminina e suas camadas. A autora também contesta os arquétipos — vovó gentil, mãe carinhosa, dama sensual, feiticeira traiçoeira, entre outros — e busca entender por que as mulheres foram reduzidas a definições tão superficiais.

      A Darkside junto com a autora Tori Telfer desenvolveram o livro Lady Killers para mostrar que não é só os homens que podem cometer crimes violentos, tivemos várias mulheres na história que também tiveram seus momentos maléficos. Iremos descobrir que mulheres podem ser bem versáteis na hora de tirar a vida de alguém: assassinas, torturadoras, envenenadoras (o método mais comum) e várias seriais killers com motivos nem sempre claros, e as vezes, pelo simples e sombrio prazer de matar.

     A autora nos apresenta em cada capítulo a história de uma assassina que acabou sendo esquecida, pois, mulheres que cometem crimes não são tão lembradas e famosas quanto os homens no mundo criminoso. O livro não segue uma ordem cronológica, então elas foram apresentadas a escolha da autora e vamos acompanhar mulheres assassinas que viveram em séculos medievais e mulheres que ainda estão vivas até hoje.



     O livro é bem detalhado e extremamente informativo a respeito das vidas das mulheres e todo seu desenvolvimento. Para quem gosta e se interessa pelo assunto, é um achado maravilhoso que faz você ficar compenetrada na leitura e querer descobrir os motivos que levaram essas mulheres a cometerem tais crimes. A autora é bem sarcástica e deixa bem evidente o fato de ser contra a postura sexista das épocas passadas, pois, a mulher é sempre apagada da história sendo ela uma figura com grandes feitos para a humanidade ou mesmo sendo uma assassina em série.

      Homens são lembrados pelos mesmos crimes, seja na época passada ou na atual. Alguém conhece a Condessa Sangrenta? Que matou centenas de empregados do seu castelo? Ou alguém conhece Mary Ann Cotton? Que matou maridos e até seus próprios filhos? Não, porque ninguém procura saber sobre o passado de figuras femininas.



     Encontramos mulheres que ninguém imaginaria ser uma assassina, como Nannie Doss (vovó sorriso,) uma senhora muito doce que era amada pela vizinhança, mas adorava seduzir novos pretendes e envenená-los com tortas e depois enterrá-los no quintal. A maioria era motivada pela solidão que viviam, ou alguma infância traumática e até aquelas que matavam pois sentiam prazer e não tinham nada melhor para fazer. Mulheres que foram julgadas e sentenciadas, e outras que até escaparam e nunca mais foram vistas novamente.

      O livro apresenta a biografia de 14 mulheres, seus crimes, vítimas e são ilustradas por desenhos muito bem-feitos pela editora. A Darkside ainda incluiu outros nomes no final, que foram citados nessa edição especial do livro. É um dos livros mais lindos da minha estante e a Darkside como sempre com um trabalho e edição impecável.



Um comentário:

  1. Suas postagens são ótimas, estou seguindo seu blog e curtindo bastante!! Parabéns!

    Meu Blog: Caroline Monteiro

    ResponderExcluir



Topo