[Resenha] Eu sei o que vocês fizeram no verão passado: Livro e Filme

em 3 de abr. de 2021

Título: Eu sei o que vocês fizeram no verão passado
Autor: Lois Duncan
Editora: Benvirá
Ano: 2014
Páginas: 224
CompreAmazon
Classificação: ✮✮✮
Sinopse: Neste clássico de Lois Duncan, levado ao cinema em 1997 com Ryan Phillippe, Freddie Prinze Jr., Sarah Michelle Gellar e Jennifer Love Hewitt, quatro jovens atropelam uma criança de 10 anos e fogem sem prestar socorro. Um ano depois, quando tudo parecia enterrado no passado, um misterioso bilhete traz tudo à tona e ameaça o futuro – e a vida – dos jovens. No bilhete, uma única frase: EU SEI O QUE VOCÊS FIZERAM NO VERÃO PASSADO.
Após uma festa, Julie, Helen Ray e Barry se envolvem em um acidente que termina com a morte de uma criança de dez anos. Com medo das conseqüências, os quatro jovens fazem um pacto: não contar a ninguém o que aconteceu naquela noite. Agora, um ano depois, quando Julie recebe a carta de aceitação da Universidade Smith, recebe também outro envelope, e o conteúdo se revela perturbador. Alguém sabe o que eles fizeram no verão passado. Um a um, eles começam a receber pequenos lembretes daquela noite fatídica: Helen, um anúncio de revista com uma criança andando de bicicleta, e Ray, recortes de jornal da época do acidente.

     Após atropelarem o pequeno Daniel de 10 anos, Barry, Helen, Julie e Ray fizeram um pacto de nunca revelarem o que aconteceu naquela noite de verão. Por um ano, tudo estava em paz e todos seguiram suas vidas normalmente. Até que um dia, cada um deles recebem uma carta com uma simples frase: “Eu sei o que vocês fizeram no verão passado”. Agora eles precisam lutar para fugirem de um assassino silencioso, e ao mesmo tempo esconder de todos um segredo que passaram tanto tempo guardando.

      O livro original foi escrito em 1978, e está é uma versão de 2014 que teve alterações editoriais como forma de atualização (o que achei desnecessário), então a resenha é baseada neste no lançado pela editora Benvirá. É um thriller leve, diria até que bem juvenil já que não temos cenas pesadas e todos os personagens são adolescentes de 17 anos que se envolvem num acidente de carro e resolvem não socorrer o garoto atropelado.


    Já começamos a trama sem conseguir nos ligarmos aos personagens, afinal quem atropela uma criança e não presta socorro? Esperamos encontrar algum arrependimento genuíno em algum deles, mas alguns tem medo de estragarem o seu futuro caso falem algo e outros não se importam nem um pouco com o assunto.

   No desenrolar da trama, eles são perseguidos pelo assassino que procura fazer uma tortura psicológica com os bilhetes deixados. Os jovens começam a se desesperar e se dividem em quem quer contar o que está acontecendo e aqueles que são totalmente contra, já que fizeram um pacto.

    E por que eu não gostei tanto do livro? O final. A autora criou um ambiente de suspense, e nos deixou super instigados a acompanhar todo o desenvolvimento final dessa trama. Mas quando termina, ela apressa todas as explicações e não há um final satisfatório para o leitor que tinha várias dúvidas de como certas coisas iriam se desenrolar.


     Não é um livro péssimo, é um livro leve de thriller com um final não muito satisfatório. No meu caso, tinha altas expectativas pois sou fã do filme e os dois são completamente diferentes.

FILME:


      Obras completamente diferentes, o filme usou a ideia central que o livro traz e mudou diversas coisas. Na minha opinião, eu gostei bem mais do filme, mas sou suspeita para falar porque eu sempre prefiro um suspense mais pesado a um leve.

      O filme de 1991 e dirigido por Jim Gillespie é mais um slasher adolescente com cenas sangrentas para um público mais adulto. Um grupo de quatro amigos Julie (Jennifer Love Hewitt), Helen (Sarah Michelle Gellar), Barry (Ryan Phillippe) e Ray (Freddie Prinze Jr.), que estão no último ano do colégio e cheio de planos para futuras universidades. Em uma noite de verão eles resolvem sair para beber, e que era uma festa acaba se tornando um pesadelo: eles acabam atropelando um homem que estava caminhando na rodovia, e ao invés de pedirem socorro e chamarem a polícia, eles resolvem jogar o corpo no rio e fazerem um pacto de nunca mais falarem sobre isso.



     Tempo passou, eles se separaram e nunca mais tiveram contato. Até o dia que um misterioso bilhete escrito “Eu sei o que vocês fizeram no verão passado” chega a cada um e os fazem se reencontrar novamente. O que parecia uma brincadeira e apenas uma falsa ameaça, acaba se tornando verdadeiro quando o assassino começa a ir atrás deles, um por cada um até conseguir se livrar de todos.

Já perceberam as diferenças entre os dois só pela sinopse ne?

Diferenças entre livro e filme:

- Personalidade dos protagonistas: São iguais nos dois. Temos os que se arrependem e os que não se arrependem.

- Atropelamento: No filme o atropelado é um homem bem mais velho. Já no livro eles atropelam uma criança de 19 anos. Esse fato fez ambas as histórias serem completamente diferentes.

- Família: No filme pouco sabemos sobre a família de cada um deles. No livro, a família de todos é mencionada e alguns tem pais mais presentes que os outros, como Barry que tem uma mãe super protetora. 

-Assassino: Em ambos, o assassino é alguém atrás de vingança. No livro tem a ver com a criança atropelada e no filme com o homem.

- Cenas sangrentas: No livro não há cenas que sejam pesadas, no máximo um tiro. Já no filme a coisa muda BASTANTE, já que as cenas são bem slasher e com boa quantidade de sangue.

Diria que o filme é para público adulto, enquanto o livro se encaixa num público infanto juvenil. O filme tem uma continuação, que não é tão boa quanto o primeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo