[Resenha] Não acorde o passado - Lisa Jackson

em 11 de jun. de 2021

Título: Não acorde o passado
Autor: Lisa Jackson
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2021
Páginas: 434
Compre: Amazon
Classificação: ✮✮✮
Sinopse:  Suspense e sobrenatural se misturam no eletrizante Não acorde o passado.

Em busca de um novo começo, Sarah Stewart decide retornar a sua cidade natal para restaurar a velha mansão vitoriana onde cresceu. Suas filhas, Jade e Gracie, não se sentem particularmente animadas ao encontrar o sinistro casarão empoleirado à margem do indomável rio Columbia.No momento em que põe os pés na Mansão Pavão Azul, contudo, Sarah começa a questionar sua decisão. Ela é assolada por lembranças dolorosas da infância ― sua mãe fria e cruel, sua meia-irmã Theresa, que desapareceu sem deixar rastros, e a longínqua noite de tempestade em que ela própria foi encontrada vagando no terraço, com febre e delirando. Para completar, desde o brutal assassinato de Angelique Stewart na residência, quase um século atrás, reza a lenda que a mansão é assombrada. Quando menina, Sarah sentia uma presença ali, e logo a caçula Gracie afirma ter visto o fantasma de uma mulher de branco. O esperado recomeço logo se transforma em um terrível pesadelo quando, uma a uma, as adolescentes da cidade começam a desaparecer, e Sarah teme pela segurança de suas filhas naquele casarão onde o mal parece ser o mais antigo residente. Em algum lugar nas profundezas de sua memória está a chave para decifrar um perigo muito real e aterrador. E somente enfrentando seus medos mais obscuros ela pode parar o pesadelo que ameaça voltar à vida mais uma vez... Não acorde o passado é uma história de arrepiar em que a escritora best-seller Lisa Jackson desvenda os terríveis segredos enterrados há décadas numa mansão em ruínas.

     A vida de Sarah nunca foi fácil: teve uma infância difícil após o desaparecimento de sua irmã, e sua mãe depois deste acontecido nunca mais foi a mesma. Quando adulta, mãe de duas filhas maravilhosas, começa a ser assediada pelo chefe e resolve mudar para a cidade onde cresceu, voltando assim para sua antiga casa: A mansão pavão azul.

     A mansão tem a fama de ser assombrada, e, como foi abandonada por muito tempo, está caindo aos pedaços. Sarah resolve morar com suas filhas na casa enquanto à reforma para poder conseguir finalmente vendê-la depois. Estava superanimada com seu novo projeto, até sua filha caçula dizer que havia visto fantasma de uma mulher de vestido branco na janela mansão.

  E como se isso não fosse o suficiente, várias garotas adolescentes começam a desaparecer na cidade e Sarah precisa fazer de tudo para proteger as filhas, e ao mesmo tempo lutar contra as lembranças do passado que insistem em assombrá-la.

   Esse foi o meu primeiro contato com a escrita da autora, e gostei bastante do que encontrei. Já começo dizendo que é um livro que tem uma proposta sobrenatural, porém, acabou por ser apenas um suspense policial. A trama começa com toda a pegada de fantasma e assombrações, porém, Lisa acabou envolvendo o sequestro das garotas e assim desenvolveu somente uma das partes e o sobrenatural proposto no enredo inicial ficou perdido e sem um desfecho.

    As personagens têm personalidades bem fortes: Sarah, que foi quem mais me agradou na trama, é uma mãe divorciada que cuida das duas filhas e é assombrada pelo seu passado com uma mãe que nunca foi presente e procura ser a melhor para as filhas. Quando volta para sua cidade natal, ela descobre que ainda tem fortes sentimentos por uma paixão do passado e enquanto ao mesmo tempo tenta fugir de seu ex-chefe assediador. Grace é a mais jovem das filhas, e um doce de menina que tem sexto sentido para o sobrenatural, e tenta resolver os mistérios da família. E Jade, a filha adolescente, é cheia de presença e está numa fase rebelde, e odeio ter que se mudar para uma nova cidade no meio do nada e longe do namorado.

   Eu gostei do livro? Gostei bastante. E por que a nota 3? O livro é bom, mas eu esperava um pouco mais, porque eu queria saber sobre a parte sobrenatural que a autora acabou não desenvolvendo. E o final me incomodou pelo fato de ser bem corrido, porém foi bem satisfatório e respondeu as pontas que haviam ficado soltas na trama. É um livro que não me agradou no seu total, mas é uma leitura bem gostosa de ler pelo fato do suspense consumir o leitor para saber o que irá acontecer com as garotas desaparecidas.

Essa é a minha dica de hoje para quem quer um suspense para um final de semana.

Um comentário:

  1. Ooi!
    Eu adoro livros de suspense com uma pegada sobrenatural, geralmente fico muito vidrada nessas histórias.

    Sil
    blog kzmirobooks.com • Siga no Instagram: @kzmirobooks

    ResponderExcluir



Topo