[Resenha] O Jardim Esquecido - Kate Morton

em 30 de mar. de 2021

 Título: O Jardim Esquecido
Autor: Kate Morton
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Páginas: 496
Compre: Amazon
Classificação: 
Sinopse: Uma criança abandonada, um antigo livro mágico, um jardim secreto, uma família aristocrática, um amor negado. Em mais uma obra-prima, Kate Morton cria uma história fantástica que nos conduz por um labirinto de memórias e encantamento, como um verdadeiro conto de fadas.

Dez anos após um trágico acidente, Cassandra sofre um novo baque com a morte de sua querida avó, Nell. Triste e solitária, ela tem a sensação de que perdeu tudo o que considerava importante. Mas o inesperado testamento deixado pela avó provoca outra reviravolta, desafiando tudo o que pensava que sabia sobre si mesma e sua família.

Ao herdar uma misteriosa casa na Inglaterra, um chalé no penhasco rodeado por um jardim abandonado, Cassandra percebe que Nell guardava uma série de segredos e fica intrigada sobre o passado da avó.

Enchendo-se de coragem, ela decide viajar à Inglaterra em busca de respostas. Suas únicas pistas são uma maleta antiga e um livro de contos de fadas escrito por Eliza Makepeace, autora vitoriana que desapareceu no início do século XX. Mal sabe Cassandra que, nesse processo, vai descobrir uma nova vida para ela própria.

   Após a perda da sua avó, Cassandra recebe de herança um chalé na Cornualha, que ela nunca soube que existia. E Junto com essa nova residência vem muitos segredos que sua avó não teve tempo de desvendar enquanto estava viva e Cassandra pra honrá-lá viaja até́ o chalé na Inglaterra com apenas uma pista: Um livro de contos infantis escrito por Eliza Makepiece que pertencia a sua avó Nell. 


     Essa é uma leitura que eu demorei para pegar o ritmo, é uma trama cheia de detalhes desde os cenários até́ os personagens superdesenvolvidos pela autora e assim meu envolvimento inicial não foi tão grande.

    O livro é narrado em épocas e por pessoas diferentes. Em 2005, temos a trama no presente sendo narrada por Cassandra, e em 1975 é narrada por Nell enquanto ela tenta descobrir mais sobre seu passado após uma revelação do seu pai que muda toda sua vida e em 1900 por Eliza Makepiece, que é quem dá começo a toda essa história e era minha parte favorita da trama. Todas as tramas são vinculadas e assim começamos a descobrir a solução do quebra cabeça que se passa no presente.

    O livro tem todo o charme, com o drama e romance conectados e é uma leitura prazerosa e rica em detalhes, e para quem gosta desse gênero é um prato cheio. A trama me lembrou bastante O jardim secreto de Francis Hodgson Burnett. Comigo foi mais difícil pois não é minha zona de conforto, mas foi uma leitura gostosa e que desperta curiosidade do leitor.

      A edição está muito bem trabalhada, com detalhes nas páginas e uma capa maravilhosa. Esse é o segundo livro de Kate Morton pela arqueiro, sendo o primeiro A garota do Lago (e as capas são bem similares) e o mais recente A prisioneira do tempo.  A obra havia sido publicada anteriormente pela Rocco, como nome O jardim Secreto de Eliza.


                                          


2 comentários:

  1. No começo eu também tive muita dificuldade pra envolver, justamente por causa dos detalhes... Mas a medida que as peças iam se encaixando, não consegui mais largar. Sou apaixonada por esse livro e uma das minha metas para esse ano é ler os outros livros da autora.
    Ah, meu núcleo preferido também foi o da Eliza!

    Beijo!
    https://www.roendolivros.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Suas postagens são ótimas, estou seguindo seu blog e curtindo bastante!! Parabéns!

    Meu Blog: Loterias da Caixa

    ResponderExcluir



Topo