[Resenha] A criatura - Andrew Piper

em 28 de jan. de 2021

Título: A Criatura
Autor: Andrew Piper
Editora: Darkside Books
Ano: 2020
Páginas: 304
CompreAmazon
Classificação: ✮✮✮✮
Sinopse:  Dois séculos de terror esperam por você em A Criatura, o novo lançamento do autor de O Demonologista e Os Condenados pela DarkSide® Books. Como bem pontuou o mestre Stephen King, “o medo clássico tem um novo nome: Andrew Pyper”.

Para dar vida à sua própria criatura, Pyper dissecou alguns dos monstros sagrados do século XIX. Mary Shelley, Robert Louis Stevenson e Bram Stoker viram personagens do livro e se inspiram num ser imortal e cruel para escreverem suas obras-primas góticas. Assim, os mitos de Frankenstein, O Médico e o Monstro e Drácula ganham novas perspectivas e ficam tão assustadores como em suas origens.

A Criatura é muito mais do que uma homenagem aos mestres do passado. Sua narrativa costura elementos de thriller policial e terror psicológico com forças sobrenaturais além de nossa compreensão. O mal se apresenta em diversas formas, e ele pode estar vigiando o seu lar neste exato momento.

A história se inicia quando a dra. Lily Dominick, uma psiquiatra forense, precisa avaliar a sanidade de um criminoso. Só que este não é o típico psicopata com quem ela está acostumada a lidar. Há algo diferente neste homem. Algo mágico, sinistro e íntimo, que, de alguma maneira, parece conectado com sua infância, no Alasca. Quando tinha apenas seis anos, sua mãe morreu de forma brutal e misteriosa. Ao contrário do que concluiu a polícia na época, ela sabe que o responsável não foi um urso faminto. Entre lembranças imprecisas e pesadelos constantes, Lily esconde uma certeza: quem matou sua mãe foi... um monstro real.

Com dois protagonistas que vivem a dinâmica combativa e fascinante de Clarice Starling e Hannibal Lecter em O Silêncio dos Inocentes, A Criatura envereda o leitor por um manicômio abandonado em Budapeste, um teatro vazio no West End de Londres e até mesmo uma cela subterrânea na Romênia. Tudo isso numa narrativa que não deixa o leitor largar o livro por nada — nem ao menos um monstro — nesse mundo.

Prepare-se para devorar mais este romance soturno de Andrew Pyper, uma das grandes revelações da literatura dark contemporânea. O autor, presente em diversas listas de mais vendidos pelo mundo, foi consagrado pelos darksiders e se tornou o primeiro autor best-seller da DarkSide® Books, com o livro O Demonologista.

      Sabe os clássicos Frankenstein, o Médico e o Monstro e Drácula? Sim? Agora imagina os três juntos num só livro que tem como resultado: A criatura.

   Na trama iremos conhecer Dra. Lily Dominick, uma psiquiatra forense que quando pequena assistiu a morte de sua mãe por um monstro que todos alegam que só ela viu. Após adulta e com uma carreira brilhante, Lily se depara com um paciente um pouco peculiar e que desperta nela várias emoções. Assombrada pelas lembranças da infância, ela se vê envolvida num jogo com esse misterioso paciente e com o qual tem uma forte ligação. Assim ela começa uma caçada para desvendar segredos que ela nunca quis descobrir.

 

       Eu gostei muito da escrita do Andrew Piper e o livro não é parado, com uma narrativa que flui. Eu gostei bastante do fato dele reunir três clássicos que eu gosto muito num livro só e criando assim a criatura. Muitos não gostam desse fato pois ele altera algum dos clássicos, mas achei bem legal o que ele tentou fazer.

     O que pecou nos livros foram os personagens: Lily não causa um envolvimento com o leitor e confesso que torcia mais pela criatura do que por ela. O autor nos instiga com o mistério, mas os personagens não nos fazem querer acompanhar a história.

      A edição é muito bem feita, como todos os livros da Darkside mas é uma pena que o autor tenha pecado na trama.

Já leu A criatura ? O que achou ? Conte nos comentários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo