[Resenha] O clube dos oito - Daniel Handler

em 10 de ago. de 2020

Título: O Clube dos Oito
Autor: Daniel Handler
Editora: Seguinte
Ano: 2018
Páginas: 400
Compre: Amazon
Classificação: 
Sinopse: Como um grupo de jovens estudantes bem-educados acabou se envolvendo num escândalo que chocou um país? Por que tantos especialistas em comportamento juvenil têm algo a dizer quando o assunto é o Clube dos Oito? Até quando inúmeras manchetes de jornal e programas de TV sensacionalistas vão explorar o caso nos mínimos detalhes? Para fazer com que a verdade venha à tona, Flannery Culp, a dita líder do Clube, decide tornar público o diário que manteve ao longo do seu desastroso último ano de ensino médio. Agora que está presa por cometer um assassinato, a garota tem tempo de editar o que escreveu e revisitar a rotina que levava ao lado de seus sete melhores amigos. A narrativa de Flan, permeada de professores da pior índole, um amor não correspondido, aulas complicadas e jantares pomposos, comprova que ela pode até ser uma adolescente criminosa — mas, pelo menos, é uma adolescente criminosa muito inteligente.
     O livro é escrito por Daniel Handler, real nome atrás do pseudônimo de Lemony Snicket em Desventuras em série, e conta a história de como Flannery Culp se tornou uma assassina em pleno ensino médio.  Líder do chamado “clube dos oito”, ela vê̂ o seu nome e de seus amigos irem parar na mídia com um crime que chocou a todos no país e é “dissecada” por vários especialistas em comportamento juvenil que expõem na TV sensacionalista os mínimos detalhes de sua vida. É assim que ela resolve expor em um diário toda a sua vida e contar sua versão de como se tornou uma assassina a sangue frio.


     Está aí um livro que eu devorei. Não é nenhum livro de suspense estilo Harlan Coben, mas sim um Young Adult com um humor negro na qual a personagem adolescente conta o seu trágico destino de uma forma cômica.  Eu adoro ler livros que envolvam ensino médio, aquela paixão recém descoberta, amizades e várias outras coisas. E nesse livro temos de tudo, com Flan inclusive assassinando o seu interesse amoroso.
    A trama é narrada do ponto de vista da jovem principal e é escrita em forma de um diário, por isso só vemos a forma de como tudo ocorreu através de Flannery e seus pensamentos. Ela é um personagem que desperta diversos sentimentos do leitor durante a história, tem hora que gostamos dela e tem hora que ela chega a ser completamente detestável.
   O ponto alto do livro é mostrar como a mídia interfere as vezes até demais nos casos policiais. Flanery é completamente dissecada, e eles julgam todos os adolescentes e o modo como vivem no meio de drogas e bebidas hoje em dia.  O livro tem umas partes que se arrastam demais e podiam ser mais enxutas, mas nada que estrague a leitura. O plot twist é MARAVILHOSO, mesmo que o final se desenvolva rápido demais é um livro que super vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo