[Resenha Nacional] Gostaria que você estivesse aqui - Fernando Scheller

em 2 de nov. de 2021

Título: Gostaria que você estivesse aqui
Autor: Fernando Scheller
Editora: HarperCollins Brasil
Ano: 2021
Páginas: 320
CompreAmazon;
Classificação: ✮✮✮✮
Sinopse:  Nos início dos anos 1980, o Rio de Janeiro está prestes a virar palco de uma revolução musical e comportamental. O tempo é de instabilidade política, o tráfico se expande nas favelas e a epidemia de AIDS é um balde de água fria em quem acredita que a era de Aquário se aproxima. E é nesse cenário que, ao longo de dez anos, as vidas de Inácio, Baby, César, Selma e Rosalvo se entrelaçam.

Inácio passou no vestibular para ser engenheiro como o pai, e sua única ambição é ficar com Baby. Os planos caem por terra quando conhece César, produtor musical gay que o leva a uma mudança de carreira. Baby tenta decifrar o delicado equilíbrio entre atender o que a sociedade espera dela e construir uma vida com seus próprios meios. Mãe de César, Selma enfrenta o fim do casamento e um trágico diagnóstico para o filho. O paraibano Rosalvo constrói nova vida na Rocinha e se torna porteiro do edifício de Selma e César, enquanto tenta descobrir o assassino de Eloá, sua filha trans.

Gostaria que você estivesse aqui é um romance sobre o fim da inocência e sobre enfrentar o mundo sem redes de proteção.

   Esse foi o livro de maio enviado pela TAG Inéditos, e é segundo romance escrito pelo jornalista Fernando Scheller. A trama tem como cenário o Rio do janeiro dos anos 80, e iremos conhecer 5 personagens que narram suas histórias.

   Começando por Inácio, um jovem de classe média alta e recém aprovado no vestibular. Ele vem de uma família bem rígida, porém carinhosa, e pretende seguir os passos do pai, se tornando engenheiro. É apaixonado por Baby, uma moça com sede de viver e ser livre, pois é diariamente pressionada pela mãe para que se case com alguém muito rico para que possa bancar o sustento da casa e os luxos da mãe.

   César também é um jovem de classe média alta que é apaixonado por música, e tem o sonho de se tornar um produtor musical. Ao mesmo tempo ele lida com questões internas, pois está começando a se relacionar com outros homens, mas tem medo do que irá acontecer se revelar sua sexualidade no atual cenário. Ele mora com a mãe Selma, uma professora de literatura clássica, que vê seu casamento terminar porque o marido não aceita a sexualidade do filho e abandona a ambos. Após o divórcio, ela percebe o quanto vivia um relacionamento ilusório e superficial, e começa a se dedicar a sua vida profissional. Mas tudo desmorona após o diagnóstico do exame de seu filho dar positivo.

   Rosalvo é um senhor viúvo, que veio do interior para o Rio descobrir quem matou sua filha Eloá e planejar sua vingança. Ele começa a trabalhar como porteiro do edifício de Selma, e após se mudar para Rocinha conhece aquela que irá se tornar sua atual esposa.

  E é assim que a vida dos cinco protagonistas se entrelaça, tendo uma revolução musical de pano de fundo. 


   Esse foi meu primeiro contato com a escrita do autor, e eu tive um resultado muito positivo. O livro é narrado em terceira pessoa, e foca em cada um dos personagens, sendo assim é uma trama com poucos diálogos e muito mais pensamentos e exposição dos sentimentos dos protagonistas. Eu gosto bastante quando o livro não tem um principal, e assim podemos acompanhar um pouco de cada, mas confesso que Rosalvo ganhou meu coração e achei que podíamos ter um pouquinho mais sobre ele, pois de todos os assuntos abordados, o dele foi o que teve um desenrolar mais importante e interessante.

   A menos interessante foi Baby, sua trama foi pouco desenvolvida e o destaque que teve foi por causa de Inácio. Outro ponto positivo no livro, é a amizade de Inácio e César que me arrancou muitas lágrimas e ganhou um espaço no meu coração.

   A ambientação no Rio de Janeiro é um dos destaques do livro, somos transportados para lá e viajamos junto com os personagens conhecendo vários pontos: Arpoador, Leblon, Copacabana e a Barra. O autor aborda temas muito importantes como a desigualdade social, violência, preconceito e a AIDS é um dos mais desenvolvidos, e ele retrata o surgimento da doença, o preconceito e as dezenas de promessas falsas de cura. A música também tem um grande espaço na trama: o primeiro Rock in Rio, a ascensão do rock nacional e o Circo Voador.

   Não é um livro que agrada a todos, pois é uma leitura com vários personagens e que retrata mais seus sentimentos e a vida. Então se você procura um livro com ação e diálogos, essa não é uma escolha que irá agradar. Agora se você gosta de uma leitura mais sensível, em que você pode conhecer o íntimo dos protagonistas e suas batalhas, se joga que vale muito a pena.

Essa foi a caixinha do mês de maio:


- Livro: Gostaria que você estivesse aqui, e uma luva protetora.

- Um mimo literário: Um livrinho de contos chamado Partes de um corpo, de vários autores.

- A revista do mês com informações sobre o livro.

- Poster palavras em brasas em homenagem a literatura brasileira.

Todos mês irei receber uma caixinha e vir aqui mostrar para vocês. Também comprei kits passados, pois não me aguentei e tive que comprar mais haha

Lembrando que usando meu código NIC2HZZO, você ganha 30% de desconto na primeira caixinha da TAG livros!

2 comentários:

  1. Já gostei por ser ambientado no Rio de Janeiro na década que nasci.
    Outro ponto legal é a abordagem de diversos personagens e suas realidades diferentes.
    Parece ser um bom livro para curar ressaca literária.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. A capa me passou a ideia de um livro leve e divertido, me surpreendi com os temas abordados. Já tinha vontade de ler outro livro do autor, o que me deixou ainda mais curiosa por este.

    ResponderExcluir



Topo